O magnetismo pode ser definido como um conjunto de eventos que causa a interação entre campos magnéticos e, consequentemente, exerce influência sobre correntes elétricas. É por meio dos movimentos dessas cargas que os fenômenos magnéticos se originam.

Você já deve ter ouvido falar sobre prótons, nêutrons e elétrons, mas para que servem cada um deles? Como realmente funciona um ímã? Calma que temos uma resposta para tudo isso neste mesmo artigo!

História do magnetismo

Magnetismo

Esse é um ponto bastante interessante a ser discutido, principalmente porque o magnetismo é um fenômeno natural, então, teoricamente, ele sempre existiu. O que podemos dizer é sobre quando ele começou a ser percebido pelo homem e utilizado em seu benefício.

É possível que os primeiros conhecedores do evento tenham sido os chineses. No entanto, ainda é possível afirmar, segundo provas mais contundentes, que os gregos estavam mais entrelaçados com o magnetismo. O filósofo Tales de Mileto, no século Vi a. C, viajou pelo continente asiático, na região da Magnesia, e observou como as pedras pequenas acabavam por atrair o ferro e, também, outras pedras.

Até então, para a real descoberta de suas funções, temos um salto gigantesco na história. No ano de 1600, William Gilbert acaba por publicar a sua obra-prima, chamada “estudo do magnetismo”, o qual apelidou carinhosamente de Magnete. O livro é tão importante que exprime o primeiro trabalho sobre o assunto.

O que é magnetismo?

Magnetismo

De uma maneira mais geral, e bastante didática, o magnetismo, em si, é um fenômeno que atrai e repele materiais com propriedades magnéticas. Sabe os pequenos objetos que a sua mãe ou avó coloca na geladeira? Eles são um excelente exemplo do que pode ser o magnetismo, visto que, mesmo na vertical, não caem.

O campo magnético também está presente nesta lógica, pois fica ao redor do ímã onde a força irá atuar. Sendo assim, quando outros corpos são aproximados da região, eles serão atingidos pelo efeito de atração ou repulsão, diferente do material.

Ao mencionarmos a força presente neste processo, fazemos referência à ação de atração ou repulsão em si. Sendo assim, ela será a responsável por informar a quantidade necessária para que um objeto seja atraído ou repelido de uma determinada superfície de acordo com suas características.

Onde encontramos o magnetismo?

Magnetismo

Assim como dito anteriormente, o magnetismo está presente em nosso cotidiano, mesmo que não percebamos. Na maior parte dos casos, ele possui aplicações práticas e nos permitem descobrir e entender melhor a respeito do fenômeno em si.

A bússola é um grande exemplo disso. Quando saímos para acampar, ou até mesmo observamos em fatos históricos, por meio dos polos magnéticos foi possível entender onde estamos, ou seja, nos inserir geograficamente no mapa. Quando a agulha apontar para o norte geográfico, ela aponta para o sul magnético da Terra.

A ressonância magnética, como seu nome bem diz, também possui o magnetismo em sua composição. É por meio dela que realizamos um procedimento médico para que as imagens do nosso corpo sejam vistas pelo profissional da saúde. Com ela, temos resultados desde fraturas até tumores, o que se torna muito útil para a medicina.

Agora que você entende um pouco mais a respeito do magnetismo, vai ficar bem mais fácil compreender alguns assuntos de Física, não é mesmo? Lembre que o tema está sempre presente em provas muito importantes e, até mesmo, concursos.

Gostou do conteúdo? Não esqueça de compartilhar!